23/07/2017

Era tão especial

| |
(Sem fonte adequada)

Texto em colaboração com Bea Stellet do Tempestarei.

Você sempre me falava que seu sorriso era sem graça, que seu jeito era irritante, que sua mania de rir do nada era estranha. Eu sempre te disse que não, mas sempre dizia que eram meus olhos de apaixonada. Eu sabia que não era. Você era tão incrível, só você mesmo não percebia isso.

Seu sorriso era como lua no céu escuro e estrelado em uma noite de terça, sua voz suave como veludo. A sua mania de fazer as coisas cantarolando era tão fofa, a sua criatividade impressionante, você inventava qualquer coisa para fazer em qualquer momento.

Queria que pudesses se ver através dos meus olhos, talvez assim percebesse o quanto é incrível, que pudesses fazer do meu sentimento por ti algo palpável para sentir o quanto ele era grande e intenso.

Era tudo tão simples, puro, leve.Você achava complicado, mas na verdade ambos sabíamos que era você quem complicava tudo. Acho que no fim, éramos iguais.

Eu dizia que meu cabelo era horrível, que minha voz era estridente, que meu sorriso se perdia em tons de amarelo. Você desmentia todas as impressões, afirmava com todas as letras que eu era louca por dizer tais coisas de mim.

Depois que você se foi, eu percebi que estava certo. Eu sou bem mais do que o espelho me mostra, que me comparar com aquela garota linda da nossa turma era idiotice.

Você por outro lado acho que não se tocou, afinal, foi sua falta de visão que nos afastou. Se acreditasse em mim, lhe emprestaria meus olhos, te mostraria o que não conseguiu enxergar esse tempo todo. Mas você não quis, preferiu ficar aí sozinho, no escuro.

Já eu, decidi ir para o brilho resplandecente que mora dentro do meu ser. Tudo aquilo que procurava em você, encontrei aqui.

Ontem mesmo me deparei com uma mensagem de um número desconhecido, tola e inocente fui perguntar para minha amiga se reconhecia aquele número. Ela me disse que era você, dizendo que estava mudada.

Sim, eu mudei. Encontrei a melhor versão de mim, me esqueci dos rascunhos mal feitos que você criava próximo ao término e resolvi me lembrar dos ideais que me enrolava no seu abraço no início do namoro. Embora não me pertença mais, é uma lembrança que guardo em forma de carinho.

Decidi abraçar o mundo e me reconhecer. Mas não importa quantas versões eu crie, quantas vezes junte os cacos de um coração cansado de se decepcionar, você jamais abandonará os meus pensamentos.

Continuo aqui, guardando a pior versão ditada por você. Mas foi a melhor pra mim, pois foi nela que nos amamos de forma recíproca com todos esses seus defeitos mais que perfeitos. Tem certeza que não quer morar no meu olhar?

4 comentários:

  1. Ahhh que lindaa ❤ Foi um prazer enorme poder fazer um texto contigo ❤ amei muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei a experiência também, é uma verdadeira princesa!

      Excluir
  2. " Mas não importa quantas versões eu crie, quantas vezes junte os cacos de um coração cansado de se decepcionar, você jamais abandonará os meus pensamentos." Isso é tão real... :/

    http://www.sextadimensao.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colaboramos para sua bad, né?! Sorry! <3

      Excluir

© Template por Design 4Bloggers - Todos os direitos reservados. imagem-logo